Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nação valente, ao sul

Odeleite Cabeça do dragão azul

Nação valente, ao sul

Odeleite Cabeça do dragão azul

14 Jun, 2015

Todos sabemos

Todos sabemos que o Presidente da República é apenas presidente dos seus correligionários partidárias. Só não sabe quem não quer saber. Todos sabemos que é o abono de família deste governo. Todos sabemos que de uma forma mais ou menos descarada, faz campanha eleitoral a seu favor. Todos sabemos que acusou o governo anterior de exigir demasiados sacrifícios. Todos sabemos que os redobrados sacrifícios impostos nesta legislatura não são demasiados. Antes pelo contrário, são virtuosos. Todos sabemos que usa dois pesos e duas medidas.

A desonestidade é uma das suas grandes virtudes e a sua matriz. Fala dos políticos como se ele não o seja, nem o tivesse sido. Desonestidade intelectual. É o político com mais anos de poder desde a queda da monarquia. Diz à boca cheia que só dá posse a um governo que tenha maioria, o que se significa que se o PS ganhar as eleições sem maioria absoluta, se prepara para manter este governo em funções até ao final do seu mandato. Desonestidade  política e golpe de estado se assim for. Acaba de ultrapassar todos os limites ao tomar partido no caso da TAP e mandar farpas de mau gosto ao líder do PS, como um vulgar politiqueiro..

Sua excelência pode ter sido eleito por maiorias, e isso pode encher-lhe o ego, mas não lhe dá o direito de entrar na luta partidária, beneficiando uma parte, nas funções que desempenha.  Desonestidade moral. Pelos vistos o facto de ter sido eleito dá só por si o poder de desrespeitar as suas competências institucionais. Interrogo-me se esta forma de agir não representa colocar-se fora dos poderes que a Constituição lhe confere.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.