Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Comentários recentes



subscrever feeds



Sapos e ciganos

por Naçao Valente, em 01.03.16

boa tarde.jpg

 Não sou racista

 

Para o bem e para o mal não sou cigano, nem de rendimento mínimo, nem de rendimento máximo. Como não nasci príncipe não me posso transformar em sapo ou vice-versa. Consta por aí que os ciganos não morrem de amor por sapos. Parece que os ditos lhes trazem azar no amor e nos negócios. Dupla maldição. Não consta, porem, o que os sapos pensam dos ciganos, nem que sejam racistas ou que tenha poderes mágicos que os possam prejudicar. Mas os ciganos acham que sim e basta. O certo é que à conta desta aversão dos ciganos pelos sapos, muitos lojistas ,  começaram a encher as suas lojas com sapos de cerâmica para os afugentar.

Esta prática já foi criticada pela igreja católica, por ser considerada discriminatória. Seja como for, todos somos, discriminados de uma maneira ou de outra . Por sermos baixos ou altos, sportinguistas ou benfiquistas, honestos ou desonestos, católicos ou muçulmanos, pafistas ou costistas, e por aí fora

. E sobre isso estamos conversados, cada qual que se cuide. Mas há uma discriminação que é mãe de todas as discriminações. É entre os que têm de mais e os que não têm quase nada. E os seus grandes responsáveis, são aqueles ciganos que pululam pelos centros da finança mundial, descobertos ou encobertos. A estes não há sapo que os assuste. Caramba, não haverá para aí um animal que os possa esconjurar? Seria uma descoberta fundamental para a harmonia planetária.

MG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:33

O holocausto não é apenas memória

por Naçao Valente, em 28.01.15

imagem net

 

Setenta anos depois  Auschwitz não pode  ser apenas uma efeméride institucional. O que ali se passou tem de estar permanentente vivo na memória dos povos. A brutalidade e a desvalorização da dignidade humana são um momento negro que não se deve repetir. A igualdade entre povos, culturas, religiões, tem que ser a imagem de marca de sociedades evoluídas. A xenofobia e o racismo, de novo a querer germinar neste início do século vinte e um, alimentaram este holocausto. Para que a história não se repita, os políticos e os cidadãos, têm que compreender que o progresso e bem estar são sinónimos de tolerância e solidariedade. 

MG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:02

bananas

por Naçao Valente, em 05.05.14

imagem net

 

 

Os macacos gostam de bananas

Os homens gostam de bananas

Logo os homens são macacos

e

todos os macacos são iguais

mas há uns mais iguais que outros

e

não é na côr da pele.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:29

Carta a Schauble

por Naçao Valente, em 29.03.13

Queria dizer-lhe também, senhor ministro, que comparar a atitude de alguns Estados a miúdos que, na escola, têm inveja dos melhores alunos é, no mínimo, ofensivo para milhões de europeus que têm feito sacrifícios brutais nos últimos anos, com redução muito significativa do seu poder de compra, que sofrem com uma recessão económica que já conduziu ao encerramento de muitas empresas, a volumes de desemprego inaceitáveis e a uma perda de esperança no futuro”, acrescentou o presidente do CES, (Silva Peneda)para quem seria “a negação do espírito europeu” que os interesses alemães se sobrepusessem aos europeus, da mesma maneira que “não será do interesse europeu o desenvolvimento de sentimentos anti-Alemanha”.

 

 

Ao escrever ao poderoso ministro do IV Reich, Silva Peneda mostrou coragem, lucidez e inteligência. Tudo o que tem faltado ao governo português especialmente ao ministro das finanças. De facto, os governantes portugueses têm estado de cócoras perante os interesses alemães. E como quanto mais se baixam  mais se vê o rabo, são tratados como capachos da reconstituição do projecto hitleriano do espaço vital. A Alemanha ao tentar aprisionar a União Europeia está a mostrar a sua verdadeira natureza: a assunção da raça superior. Os demónios do nazismo estão a renascer das cinzas mal apagadas do pós-guerra. Os fantasmas do racismo já cavalgam à solta por toda a Europa. Com a conivência de dirigentes europeus submissos e fracos e o apoio de lambe-botas da austeridade, a Alemanha da dupla Schauble/Merkle, está a destruir o projecto europeu e a abrir portas a uma nova guerra. Como num ciclo de eterno retorno e de um recorrente auto suicídio a Europa sucumbirá, incluindo a própria Alemanha. Pela memória de milhões de mortos e pelos vivos que querem continuar a viver é preciso parar com esta loucura. A carta do Presidente do Ces pode ser um fait divers para o arrogante Schauble, mas também pode despertar consciências adormecidas. Temos que acreditar que esta e outras pequenas fagulhas podem incendiar (no bom sentido) a pradaria.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:22




Comentários recentes



subscrever feeds