Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Posts recentes


Comentários recentes



subscrever feeds



Ventos e tempestades

por Naçao Valente, em 03.09.15

Quem semeia ventos colhe tempestades. O mundo ocidental anda há anos a semear ventos no Médio Oriente. Primeiro derrubou Saddam Hussein, um ditador, mas que mantinha o Iraque unido e estável. A desestabilização do Iraque não contribuiu para melhorar a situação do povo iraquiano. Antes pelo contrário. Ajudou a criar uma anarquia política favorável ao aparecimento de movimentos fundamentalistas. Hoje, a nação iraquiana perdeu parte do seu território para um grupo de terroristas, que usam a designação de estado islâmico.Hoje, a sua população vive em permanente instabilidade e sobressalto. Em segundo lugar, o Ocidente fomentou e alimentou as chamadas primaveras árabes. O que resultou desses movimentos supostamente libertadores? Até agora a continuação da repressão, da ditadura e da exploração. Até agora uma guerra civil interminável na Síria, com milhares de mortos e grande destruição. Uma guerra que permitiu a ascensão de bandidos à solta travestidos de estado soberano.

A factura dessa política irresponsável está a ser apresentado. Por um lado o agravamento das condições de vida das populações mais atingidas e por outro a insegurança gerada pelo conflito armado, está a empurrar pessoas desesperadas para o continente europeu. O sangue que ajudou a derramar está a cair-lhe sobre a cabeça. Cabe à UE como responsável pela desestabilização e pelo cumprimento dos seus valores humanistas, acolher esses milhares de refugiados que lutam pela sobrevivência. No entanto, a solução para o problema encontra-se a montante. Compete ao Ocidente aplicar medidas que estabilizem o Médio Oriente e permitam níveis de desenvolvimento que tenham reflexos no bem-estar geral. Tarefa árdua, sem dúvida, mas  que se torna cada dia mais urgente.         

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:14



Posts recentes


Comentários recentes



subscrever feeds