Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O elogio de Schauble

por Naçao Valente, em 27.10.16

Ao contrário da opinião comum, não vejo nas declarações de Schauble um insulto ao governo português. Embora tais declarações, possam ser interpretadas, como uma interferência inaceitável na política de um estado soberano, eu leio-as como um elogio.

Schauble é uma das faces mais visíveis da austeridade que ensombra a Europa ou parte dela desde há uns anos. Passos Coelho foi o seu homem de mão na sua aplicação em Portugal. E se Schauble dizia, é preciso apertar o cinto, o Passos, acrescentava-lhe ainda mais um furo. E se considerarmos a austeridade uma maldição imerecida sobre o o bom povo português, a recusa da mesma pela actual maioria parlamentar, é a negação da sua virtualidade.

Quando Schauble critica a actual governação está dizer e permitam a expressão "grandes sacanas, tiveram coragem de mijar fora do penico" isto é desafiaram a minha suserania. E se assim aconteceu, prova-se que esta austeridade não é o único caminho que nos impuseram como obrigatório. Ironicamente Schauble escreve direito por linhas tortas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:52





Comentários recentes