Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Doy en quem?

por Naçao Valente, em 21.12.15

O Caso Doyen teve o desfecho esperado. Os contratos legalmente assinados entre partes contratantes não podem ser aplicados, arbitrariamente, em favor de uma das partes.

Bruno de Carvalho de tão inchado na sua infalibilidade, parece que nem cabe nos fatos, e actua como um elefante numa loja de vidros. Confiante no seu peso parte tudo à sua passagem. Mas quando chegar a factura não é Bruno de Carvalho que a vai pagar, mas a instituição Sporting.

MG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:01





Comentários recentes