Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Dia D

por Naçao Valente, em 06.06.14

Veja.Abril.com.br

 

Dia D. Faz hoje setenta anos. Nas praias da Normandia sacrificaram-se milhares de vidas com a vida por viver. Jovens, alguns quase imberbes. Com abnegação e obrigação libertaram a Europa do pesadelo nazi. Devemos-lhe a nossa existência em liberdade. Devemos-lhe setenta anos de paz, de progresso e de um mínimo de bem-estar. Os homens que passaram por essa experiência traumática, perceberam que tinham que construir uma Europa diferente. Com avanços e recuos fizeram da UE um espaço de esperança, de cooperação de solidariedade.

 

Passaram setenta anos. O sacrifício de tantas vidas que recordamos pode estar a ser hipotecado. Os cavaleiros da xenofobia renascem das suas cinzas mal apagadas. Os canos das armas enferrujaram, mas já começam a soltar fumos inquietantes. O compromisso de unidade está a ser que quebrado por uma divisão norte/sul. Os órgãos da UE  estão esvaziados de poder concreto. A Alemanha impõe as suas decisões, transformando os países mais pequenos em meros vassalos. O projecto hitleriano do espaço vital está a desenhar-se, paulatinamente, sobre a soberania partilhada na união. O que a investida militar não conseguiu está ser conseguido pelo poder financeiro. É um jogo muito perigoso que arrastará a Europa para uma hecatombe. Os milhões de mortes de ambos os lados na Segunda Guerra não merecem. Setenta anos depois não se limitem a recordá-los. Respeitem-nos.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:02





Comentários recentes