Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nação valente, ao sul

Odeleite Cabeça do dragão azul

Nação valente, ao sul

Odeleite Cabeça do dragão azul

Vinde, senhores, assistir à espantosa história da bela adormecida. Entrou vaidosa e confiante, na sua incomparável beleza, na Arena e até deu um ar da sua graça. Mas foi sol de pouca dura, foi um ar que lhe deu. Imprudente, depressa se picou e voltou a picar nos picos que lhe colocou a bruxa má, com a ajuda do feiticeiro de OZ que fez dos seus guadiões  meros espantalhos.  E foi tão rija a picadela que adormeceu. É certo que ainda se tentaram levantar uns príncipes, mas grande ilusão. Eram apenas príncipes com orelhas de burro, sapos escalorados e anões de perna bem curta. A princesa adormeceu profundamente.

 

O que falta saber, senhoras e senhores, é se de entre candidatos a acordar a princesa, mal escolhidos, mal preparados, mal orientados, se levanta algum verdadeiro príncipe. Há pois, porque ser um real príncipe dá muito trabalho. Não é príncipe quem quer, mas quem faz por isso. E estes julgaram que bastava ter encanto e estatuto privilegiado. No sono profundo em que caiu a bela, vai ser mesmo preciso um batalhão de príncipes, humildes, competentes, solidários, laboriosos, para a acordar.

 

Esperemos pelo próximo capítulo. Aceitam-se palpites.

 

MG 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.