Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nação valente, ao sul

Odeleite Cabeça do dragão azul

Nação valente, ao sul

Odeleite Cabeça do dragão azul

 

A expressão  Albergue Espanhol significa diversidade. O blog Albergue Espanhol é a negação da diversidade. É um blog ideológica e politicamente assumido. É um blog da direita politica, com uma ou outra excepção para justificar a regra. Os seus autores, assim como a maioria da sua clientela, usam pensamento de sentido único. Foi criado para levar o PSD ao poder. Nada a objectar, é um direito que lhes assiste num regime plural . O que está errado não é a  sua essência, mas a máscara atrás da qual a esconde? Albergue Espanhol uma gaita.

 

Não me identifico com a sua ideologia, nem com a sua verborreia, mas de vez em quando visito-o para ver o estado de alma da direita. Já os vi deprimidos, já os encontrei eufóricos, voltei a senti-los desanimados e agora andam nas nuvens. Cheira-lhes a poder.

 

Este governo não é perfeito. É constituído por homens, com virtudes e defeitos e não por mágicos.Tem gente mais e menos competente. Tem pessoas mais e menos honestas. Tomou medidas certas e medidas erradas. Aqui denunciei algumas com veemência no sector que melhor conheço, a educação por exemplo. Como não sou fundamentalista mantenho sentido crítico para com um governo que representa a minha área ideológica. Não vejo essa mesma isenção nos participantes desse albergue mascarado de espanhol. Todos os meios justificam os fins ou vice-versa. Com o interesse nacional ou contra o interesse nacional. Aliás essa ideia do interesse nacional não passa de pura retórica.

 

Na minha opinião a crise portuguesa assenta nos seguintes pressupostos gerais: o consumo é superior à produção, o endividamento é galopante, o estado gasta o que tem e o que não tem. Sua excelência o Presidente apelidou-o de monstro. Compreende-se, foi ele que o criou. Guterres engordou-o. Durão acarinhou-o. O monstro não é direita nem de esquerda, É. O monstro sou eu, somos todos nós. Gastamos à tripa forra os recursos da nação. Pensamos que somos ricos desde à séculos. É uma fatalidade é uma herança genética, que nenhum governante consegue mudar, chame-se Sócrates ou Coelho. Fazer crer que um governo de direita vai mudar esta situação é não conhecer a história ou conhecendo-a uma tremenda desonestidade intelectual.

Sócrates, ao menos ainda o tentou,quando encetou uma reforma estrutural na função pública contra as corporações. E veja-se o resultado. Vencer o monstro é uma luta ciclópica, prolongada e paciente. Não é tarefa de um homem , nem de um partido, é uma tarefa colectiva. Não é uma mera questão de orçamentos é uma questão de mentalidade. Não perceber isto,  é querer matar leão com fisga. Perceber e persistir é má fé.

 

MG

 

2 comentários

Comentar post