Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Swaps, mentiras e briefings

por Naçao Valente, em 03.08.13

imagem tvi 24

 

 

Maria Luís Albuquerque pôs-se a tocar a fera com vara curta, enfureceu o animal, e a seguir ficou naquela situação caricato do tipo que "se foge o bicho pega, se fica o bicho come". Acabou por ficar entre uma e outra isto é na boca da fera, onde esperneia, esperneia, mas de onde não se consegue libertar. Tudo começou quando, para lixar os adversários políticos, tirou a tampa da panela dos swaps e tal e qual a caixa de Pandora soltou toda a porcaria, que acabou por lhe caiu em cima. Depois, como menino apanhado a fazer asneira diz "não fui eu" e empurrou a culpa para cima dos outros. Mentiu. Confrontada com a mentira foi construindo uma narrativa de mentiras contra tudo e contra todos. Está cada vez mais presa na boca do bicho.

 

O episódio protagonizado pela ministra das Finanças não espanta um observador atento. A mentira é uma prática institucionalizada por este Governo, faz parte da sua matriz genética e que começou com a forma como conseguiu ascender ao poder. Não admira assim que a designada miss Swap tenha convidado para seu secretário do Tesouro, um mestre "swapeiro" que enquanto director do Citigroup tentou vender swaps ao governo de Sócrates. Pior, o produto em causa, vinha acompanhado  de um truque para mascarar as contas públicas e enganar as instâncias europeias. A equipa das finanças está transformada num albergue "swapeiro".

 

Aquando da remodelação do Governo, foi empossado um secretário de Estado adjunto de um ministro adjunto. Interroguei-me sobre a sua utilidade. Está esclarecido. Pedro Lomba, um cidadão que tarimbou nos blogs, foi contratado para fazer briefings diários em nome da governação. Preenche assim uma lacuna atribuída ao Governo no âmbito da comunicação. (leia-se propaganda) Acontece que esse não é o problema do Governo. O problema está nas políticas erradas, que não mudam com qualquer retórica. Daí que estes briefings sejam autênticos flops. Como exemplo, foi penoso ver o secretário do Tesouro meter os pés pelas mãos ao tentar lavá-las da acusação de vendedor, sem sucesso,  swaps ao Governo anterior. Este Governo dava um filme que poderia chamar-se, Swaps, Mentiras e Briefings.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:38


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Comentários recentes



subscrever feeds