Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nação valente, ao sul

Odeleite Cabeça do dragão azul

Nação valente, ao sul

Odeleite Cabeça do dragão azul

 Francisco Rodrigues Lobo, poeta e escritor do século XVI, escreveu. Marco Rodrigues fadista do século XXI, cantou. Eis o resultado:

 

 

 

Tão tirana e desigual
Sustentam sempre a vontade,
Que a quem lhes quer de verdade
Confessam que querem mal;
Se amor para elas não vale,
Coração, olha o que queres:
Que mulheres, são mulheres...

Coração, olha o que queres:
Que mulheres, são mulheres...

Coração, olha o que queres:
Que mulheres, são mulheres...

Se alguma tem afeição
Há-de ser a quem lhe nega,
Porque nenhuma se entrega
Fora desta condição;
Não lhe queiras, coração,
E senão, olha o que queres:
Que mulheres, são mulheres...

 

Coração, olha o que queres:
Que mulheres, são mulheres...

Coração, olha o que queres:
Que mulheres, são mulheres...


São tais, que é melhor partido
Para obrigá-las e tê-las,
Ir sempre fugindo delas,
Que andar por elas perdido;
E pois o tens conhecido,
Coração, que mais lhe queres?
Que, em fim, todas as mulheres!

Coração, olha o que queres:
Que mulheres, são mulheres...

Coração, olha o que queres:
Que mulheres, são mulheres...



De Francisco Rodrigues Lobo

 

 

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.