Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Posts recentes


Comentários recentes

  • Naçao Valente

    Terceira hipótese: primeiro sexo, depois sexo para...

  • Triptofano!

    Mas depois de tantos kms de caminhada quem é que a...

  • Naçao Valente

    Muito obrigado.Abraço

  • Ametista

    Gostei da nova cara do blog, tem um ar fresco. Sej...

  • Ametista

    Escapou-me dizer o quanto gostei do poema. Ternure...





Fado dos Milhões

por Naçao Valente, em 27.02.17

milEnquanto os homens lutavam Com uma entrega total.
Outros homens conspiravam contra o novo Portugal.
Estas hienas que apertavam os garrotes da tortura.
Enquanto a democracia se distraia em ternura.
Estes homens que hoje saem da prisão em liberdade.
Cães que traiem , cães que rosnam E passeiam na cidade.

Que se passa? Então isto não é uma ameaça?
Ali andou mãozinha de reaça. Deixaram fugir mais oitenta e nove…
Que se passa? Então isto não é uma ameaça?
Ali andou mãozinha de reaça. Deixaram fugir mais oitenta e nove…
Fado de Alcoentre, Ary/Tordo


Que se passa? Então isto não é uma desgraça?
Ali andou mãozinha da gentaça? fugiram mais dez mil milhões…
Que se passa? Então isto não é uma vergonha?
Ali andou muita peçonha. Escaparam-se mais dez mil milhões…

A guita escapou-se para um qualquer paraíso.
O pobre país ficou ainda mais liso.
O fisco perplexo, fez um tímido  aviso,
Mas o governo estava perdido e indeciso.
Que merda

A grana raspou-se à socapa, com grande pinta.
O pagode distraído nem deu pela finta.
E por mais que o Paulo Núncio desminta.
Tem que haver alguém que o consinta
Que merda.

Quem foram os que cá dentro se calaram?
Quem foram os que de fora os ajudaram?
Quem foram os que sem piedade nos roubaram?
Por onde andam os que as leis, sem castigo, violaram?
Que merda!


Que se passa? Então não é uma pirraça.
Engana-se e bem a populaça. Dão à sola dez mil milhões…
Que se passa? Então isto não é uma chalaça.
Ninguém sabe o que se passa! E voaram dez mil milhões…

Ser comidos de cebolada é a nossa sina.
Somos vítimas de uma constante rapina.
Pró poder somos como uma grande mina.
Sempre a bombar para  alimentar a gente fina.
Que merda!

Estamos todos entregues aos abutres.
Não conseguimos dar-lhes com os butes.
Protegem-se todos os  ilustres.
Temos é que mudar de azimutes.
Que merda!

 

Que se passa? Então isto não é uma trapaça?

Andou ali mãozinha da reaça. Deixaram fugir mais dez mil milhões...

Que se passa? Então isto não é muita fumaça'

Andou ali mãozinha da reaça. Deixaram fugir mais dez mil milhões...

Fado dos milhões (José Mateus Gonçalves)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:24



Posts recentes


Comentários recentes

  • Naçao Valente

    Terceira hipótese: primeiro sexo, depois sexo para...

  • Triptofano!

    Mas depois de tantos kms de caminhada quem é que a...

  • Naçao Valente

    Muito obrigado.Abraço

  • Ametista

    Gostei da nova cara do blog, tem um ar fresco. Sej...

  • Ametista

    Escapou-me dizer o quanto gostei do poema. Ternure...