Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Ametista

    Escapou-me dizer o quanto gostei do poema. Ternure...

  • Ametista

    Também tive muito gosto em visitá-lo... mas sabe q...

  • Naçao Valente

    Muito Obrigado. Desejo-lhe, em dobro, triplo...tud...

  • Ametista

    Passei para lhe deixar um abraço e o desejo de um ...

  • Partebilhas

    Gostei deste seu texto.Muito bem observado. Na rea...





Ser poema

por Naçao Valente, em 11.01.16

Quando o sol despertava

Corria pelos trigais e,

Como um espantalho andante

Punha em stress os pardais.

Gostava de ser poeta

Mas um poeta não sou

Não é poeta quem quer

Mas quem expressa a emoção

Numa taça de saber.

Enquanto reinava o dia e,

Douravam os trigais

Eu sentia poesia

Nos trinados dos pardais.

Se nas estrelas navegasse

Em caravelas de luz e,

Em metáforas me afogasse

Punha em versos decassílabos

A métrica dos trigais.

E quando o sol cansado

De tanta seara amar

Se fazia escuridão,

As aves com seu trinado

Paravam de clilrear

Sem saber bem a razão e,

Como não sou poema

Poema não é quem quer

Vou encerrar este tema e,

ver searas crescer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:14





Comentários recentes

  • Ametista

    Escapou-me dizer o quanto gostei do poema. Ternure...

  • Ametista

    Também tive muito gosto em visitá-lo... mas sabe q...

  • Naçao Valente

    Muito Obrigado. Desejo-lhe, em dobro, triplo...tud...

  • Ametista

    Passei para lhe deixar um abraço e o desejo de um ...

  • Partebilhas

    Gostei deste seu texto.Muito bem observado. Na rea...