Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Ametista

    Escapou-me dizer o quanto gostei do poema. Ternure...

  • Ametista

    Também tive muito gosto em visitá-lo... mas sabe q...

  • Naçao Valente

    Muito Obrigado. Desejo-lhe, em dobro, triplo...tud...

  • Ametista

    Passei para lhe deixar um abraço e o desejo de um ...

  • Partebilhas

    Gostei deste seu texto.Muito bem observado. Na rea...





Rei morto, rei posto

por Naçao Valente, em 11.03.16

Rei morto, rei posto, sai um presidente entra outro. E foi grande a festa, pá. O que saiu não deixou saudade, o que entrou trouxe esperança. E foi grande a festa, pá. Houve discurso, animação,comida e cantoria, como num casamento. Gente feliz. E a folia prolongou-se por três dias, como nos casamentos ciganos. O povo merece depois de dez anos de solidão presidencial. Mas agora esperamos que a Presidência não se transforme numa agência de espectáculos, e o novo Presidente num bobo da Corte. Trabalho é trabalho e conhaque é conhaque. Chegou a altura de fechar a garrafa. Mãos à obra. Arraial, arraial, por Marcelo I.

MG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:41





Comentários recentes

  • Ametista

    Escapou-me dizer o quanto gostei do poema. Ternure...

  • Ametista

    Também tive muito gosto em visitá-lo... mas sabe q...

  • Naçao Valente

    Muito Obrigado. Desejo-lhe, em dobro, triplo...tud...

  • Ametista

    Passei para lhe deixar um abraço e o desejo de um ...

  • Partebilhas

    Gostei deste seu texto.Muito bem observado. Na rea...