Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Partebilhas

    Gostei deste seu texto.Muito bem observado. Na rea...

  • Naçao Valente

    Que não seja uma roletae que haja muita alegriaum ...

  • poetazarolho

    Vem aí um ano novoVelho já no conteúdoPara ilusão ...

  • Kruzes Kanhoto

    Presidente da Republica é um cargo decorativo. Ser...

  • simplesmente avô

    Talvez seja preferível "cem anos de solidão" a cem...





Onde está o gato?

por Naçao Valente, em 11.11.15

Marta Rebelo ex-deputada chega a casa depois de um dia de trabalho estressante. Anseia por reencontrar o seu gato. É nele e com ele que consegue a paz de espírito. Quando abre a porta, o bichano costuma aproximar-se a ronronar. Hoje o bichano não cumpriu a tradição. Marta exaspera-se e grita para o companheiro:

-Onde está o gato?

 -Sei lá, sei lá!

-Como não sabes, disse Marta, em desespero. Não ficas em casa para proporcionar bem estar ao gato? Não é para isso que te sustento?

Perante o silêncio do companheiro, entrou de supetão na cozinha e viu-o a esfolar um animal. Em apoplexia conseguiu balbuciar:

-Tu mataste o gato?

- Qual gato qual carapuça. Este que estou a esfolar é o coelho. Queres ver a pele. É certo que o gato me rouba os teus carinhos, mas daí a liquidá-lo...

-Deixa-te de conversa mole, que já chegam outros actos, e diz-me:

-Onde está o gato?

-Sei lá, sei lá!

-O gato estava cá quando saí e agora não está. Alguma coisa aconteceu.

O companheiro espetou a faca no coelho e tentou explicar:

-Se o gato não está, é porque saiu. Como? Não sei. Talvez fosse quando fui buscar o coelho. Não. Quando cheguei com o láparo pendurado, ainda ele estava a amolar as unhas no sofá de pele. Então pode ter sido quando fui ver o correio e deixei a porta entreaberta. Não percebo qual é o drama? Quem sabe se estava com cio e foi à procura de uma companheira e agora está nas suas sete quintas.

-Marta espumava mas tentou manter a calma.

-E não foste procurá-lo?

-Claro que fui. Ainda perguntei a uma transeunte que me disse: "o único gato que vi hoje está à minha frente...

-Pára com brejeirices, afirmou Marta quase a perder a compostura.

-Onde está o gato?

-Sei lá, sei lá.

-Ó minha gatinha brava, acalma-te, há vida para além do gato.

As pupilas dos olhos de Marta cresceram e estavam quase a sair das órbitas. Pegou na faca que esfolara o coelho e encostou-a ao companheiro. Acabou a brincadeira ou faço-te o mesmo que fizeste ao coelho...

Onde está o gato?

Sei lá, Sei lá!

...Ou vou fazer queixa ao PAN, que considera que os animais têm os mesmos direitos que as pessoas. Bem, com excepção do coelho, porque em todas as regras tem que haver uma excepção. E a verdade é que alinharam na caça ao coelho.

O companheiro de Marta, esboçou um riso nervoso, encolheu dentro do pijama de seda, procurou com o olhar, aterrado, um buraco para se enfiar.

-Sei lá, sei lá!

-Até podes esfolar-me mas fazer queixa ao PAN não. Juro que não fiz mal ao teu bola de pelo, deve ter saído sem me aperceber, e quem sabe se não vai voltar. Tudo é possível. Senão voltar arranja-se outro. Gatos há muitos.

-Idiotas e cretinos como tu e até em altas funções, ainda há mais. Múmias paralíticas que não conseguem tomar conta de um gato, há muitos mais. Portanto pôe-te na rua com a tua incompetência. E não me apareças mais, a não ser que tragas o gato.

E onde estará o gato da Marta? Vamos fazer um baixo-assinado, malta das redes sociais. Bora lá.

MG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)





Comentários recentes

  • Partebilhas

    Gostei deste seu texto.Muito bem observado. Na rea...

  • Naçao Valente

    Que não seja uma roletae que haja muita alegriaum ...

  • poetazarolho

    Vem aí um ano novoVelho já no conteúdoPara ilusão ...

  • Kruzes Kanhoto

    Presidente da Republica é um cargo decorativo. Ser...

  • simplesmente avô

    Talvez seja preferível "cem anos de solidão" a cem...