Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Naçao Valente

    Terceira hipótese: primeiro sexo, depois sexo para...

  • Triptofano!

    Mas depois de tantos kms de caminhada quem é que a...

  • Naçao Valente

    Muito obrigado.Abraço

  • Ametista

    Gostei da nova cara do blog, tem um ar fresco. Sej...

  • Ametista

    Escapou-me dizer o quanto gostei do poema. Ternure...





tot.png

 Vivemos tempos estranhos. A democracia, que permitiu, ao povo decidir com o seu voto o exercício do poder político, está a ser desvirtuada pelo poder judicial. Nos dias que correm temos visto os juízes exercer um poder que não lhes pertence para condicionar a livre escolha dos cidadãos.

O caso mais paradigmático está acontecer nesse grande país chamado Brasil. A destituição de uma Presidente democraticamente eleita pelo poder, algo discricionário de juízes, devia alertar-nos para a perversão do sistema democrático. Em relação à destituição referida não ficou provado qualquer ilícito. O que ficou provado foi que uma maioria de deputados de direita, de conluio com os seus aliados no sistema judicial, deu um golpe antidemocrático para tirar a esquerda do poder, e colocar no seu lugar a direita, na pessoa, essa sim corrupta, de Temer, um personagem sem alma.

O que se está a passar com Lula vai na mesma linha. Com maioria nas sondagens, está proibido de se candidatar, ou seja, de ganhar. Lula foi um bom Presidente, melhorou a situação económica e diminuiu as enormes desigualdades sociais, actuando na repartição da riqueza, com prejuízo para os poderosos interesses económicos. Essa é a explicação mais plausível para justificar a perseguição que a direita lhe faz, afastando-o da política. Aquilo de que é acusado, parece não passar de uma cabala. O poder judicial, deitou às urtigas a isenção e está claramente, ao serviço do poder da direita política.

No Brasil, até ver, passou a fase do poder na ponta da espingarda. Em seu lugar levanta-se outro poder, também antidemocrático, que é o poder discricionário dos homens de toga, que não possuem para o efeito qualquer legitimidade democrática. Usando o seu poder para inventar provas, para acusar, para condenar, estão a criar uma República de Juízes, à margem do sistema democrático. O que existe no Brasil já não é uma democracia é uma juriscracia. O seu objectivo é claro, afastar de vez a esquerda do poder. Eliminando politicamente todos os candidatos com hipóteses de vencer, a perpetuação da direita, e da exploração, está garantida. O Brasil está a caminho de ser de novo um estado Totalitário, perante alguma indiferença dosdemocratas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:29





Comentários recentes

  • Naçao Valente

    Terceira hipótese: primeiro sexo, depois sexo para...

  • Triptofano!

    Mas depois de tantos kms de caminhada quem é que a...

  • Naçao Valente

    Muito obrigado.Abraço

  • Ametista

    Gostei da nova cara do blog, tem um ar fresco. Sej...

  • Ametista

    Escapou-me dizer o quanto gostei do poema. Ternure...