Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Partebilhas

    Gostei deste seu texto.Muito bem observado. Na rea...

  • Naçao Valente

    Que não seja uma roletae que haja muita alegriaum ...

  • poetazarolho

    Vem aí um ano novoVelho já no conteúdoPara ilusão ...

  • Kruzes Kanhoto

    Presidente da Republica é um cargo decorativo. Ser...

  • simplesmente avô

    Talvez seja preferível "cem anos de solidão" a cem...



subscrever feeds



Receita anti-Lynce, com o devido respeito

por Naçao Valente, em 30.05.11

  Fernando Botero

 

Ditado popular: gordura é formosura.

 

O meu amigo Jorge Lynce, dono do blogue Partilhar Diferenças, resolveu brindar os seus leitores(as) com a deliciosa história da sua ida ao médico. Diz, com a graça habitual, que este lhe detectou uns quilitos a mais e agora tem de suar as estopinhas e passar as passas do Algarve, para ficar tão elegante quanto elas. É o que acontece quando nos armamos em bem comportados. Esta estória fez-me lembrar uma ida ao meu médico de ocasião:

 

-Você tem o colesterol um pouco elevado, disse o encartado clínico, olhando para umas cifras codificadas numa folha de papel , onde ia fazendo bolinhas.

-E o doutor como tem o seu colesterol, aventurei-me a perguntar, como forma de lhe desviar a atenção de alguma tentativa de penalização.

Olhou-me com um ar de quem pensa "mas quem é aqui o doente?"

- Não sei , nunca faço análises...conversa acabada.

 

E também me veio à memória uma situação que aconteceu a um amigo meu, prematuramente calvo e prematuramente complexado com o drama que, sabe-se lá porquê,  o destino lhe pregou. Experimentou tratamentos, produtos milagrosos e nada. Resolveu, já em desespero de causa, consultar um especialista. Entrou cabisbaixo no consultório, olhos no chão e a medo disse ao que ia. O douto clínico, percebeu o embaraço e depois de um interrogatório simples e discreto, escrevinhou numa folha de papel um tratamento, advertindo:

 

-Olhe, não há cura garantida para a sua situação, mas experimente fazer o que lhe receito, pois cada caso é um caso e às vezes há milagres!

-Obrigado doutor, disse o infeliz careca, ganhando coragem para olhar o clínico. Foi então que a sua face ruborizou e os seus olhos, de espanto ,quase saltaram das órbitas. O homem que consultava era calvo até à raiz dos cabelos.

O meu amigo continua tão careca como sempre, mas perdeu o terrível complexo, até porque foi aprendendo "que é dos carecas que muitas delas gostam mais".

 

Moral da história: se não queres ser lobo não lhe vistas a pele ou se não queres ser doente não te metas com médicos. Fuma, bebe, come e tudo o mais a que tens direito. 

 

MG

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bode expiatório

por Naçao Valente, em 27.05.11

 

 

A campanha eleitoral está a decorrer ao nível de "carroceiro": insultos, insinuações, fait-divers, arruaças, grosserias, julgamentos de carácter....

 

A campanha de esclarecimento tem de ser baseada em princípios, valores, ideias, projectos. Tem de ter elevação, com respeito por todos os concorrentes e por todos os partidos.

 

Desceu à rua, pulula nas redes sociais, a cultura "brega" dos que tiveram oportunidade de cultivar-se e não quiseram, dos que desperdiçaram os milhões gastos na educação em atitudes de desrespeito, indisciplina, arrogância e que resultou na formação de labregos à solta.

 

A escolha democrática assenta no voto livre. São os eleitores certos ou errados que decidem quem deve governar-nos e têm o direito de ser esclarecidos  com verdade.

 

Sócrates tomou medidas correctas e incorrectas, numa conjuntura complexa e imprevisível. Sócrates, como todos nós, não é perfeito, nem infalível. Mas considerá-lo o bode expiatório de todos os males da nação, passados, presentes e futuros não é sério, nem leal. Usar pequenos truques, meias verdades, muito populismo, desde o seráfico Louçã ao demagogo Portas, para conseguir mais um punhado de votos revela desespero. A situação do país merece melhor .

 

ZC

Autoria e outros dados (tags, etc)

Acampados

por Naçao Valente, em 26.05.11

gualter.jpgHélder, Verde Eufémia

 

Podemos discutir a questão dos transgénicos e se se provar que são maléficos para a saúde devem se proibidos. Não tenho neste momento informação para me pronunciar sobre o assunto. O que sei é que ao contrário de outras plantas, como as alucinatórias, a sua cultura é legal. Aliás ,é preciso lembrar, que a evolução da humanidade está ligada a profundas transformações no sector alimentar. De outra forma, provavelmente. ainda estaria na estaca zero.

 

Há anos, um grupo "ecologista" denominado Nova Eufémia destruiu um campo de milho transgénico no Algarve, agredindo o próprio produtor. Para além da falta de respeito pela propriedade alheia, mostrou total insensibilidade pelo trabalho de um pequeno agricultor e pôs em causa a base do seu sustento, Pois é um membro deste grupo que agora aparece, talvez, como líder dos apolíticos acampados do Rossio. Que mais pretende esta gente?

 

MG

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quem diria?

por Naçao Valente, em 26.05.11

 EUA À BEIRA DO INCUMPRIMENTO

 

 

O governo americano ultrapassou o limite legal da dívida, fixado em 14,3 biliões de dólares (€10,1 biliões), há precisamente nove dias.

 

 Diário económico

 

Será culpa do Sócrates?

 

MG

Autoria e outros dados (tags, etc)

Imaginarius

por Naçao Valente, em 24.05.11

 

 

 

No último fim de semana realizou-se mais um IMAGINARIUS, festival de teatro de rua que, no mês de Maio, traz a Santa Maria da Feira três noites de imaginação e magia. O Imaginarius é uma mescla de teatro, artes circenses, música  acompanhada de encenações de grande espectacularidade. Com vários espectáculos em simultâneo e em espaço aberto, atrai multidões para ver a criatividade de artistas de vários países. Com calor ou com frio não dispenso, embora este ano, talvez fruto da crise, o festival tenha sido mais modesto. Aqui posto alguns vídeos para quem acredita que a arte é o sal da vida.

 

MG

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

socratómetro

por Naçao Valente, em 23.05.11

talk.ebloog.us

carcereiro?

 

 

Como um elefante em loja de vidros levava tudo à frente. O PSD descia nas sondagens.Desapareceu do combate inesperadamente. O PSD  subiu nas sondagens. Mais inesperadamente do que desaparecera ressuscitou em plena forma. Oxalá venha para ficar.

 

"Se os portugueses forem suficientemente inteligentes" correm com o Sócrates. Mas se não correrem com o dito cujo são suficientemente estúpidos. Inventou-se uma nova forma de avaliar inteligências: chama-se socratómetro. Quem é o inventor? Nem  mais nem menos que ressuscitado Catroga, putativo ministro das finanças de Coelho. O que mais nos irá acontecer?

 

MG

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A lição de Madrid

por Naçao Valente, em 22.05.11

 

Grosso modo só existem dois tipos de regime político, embora com algumas variantes: democracia e ditadura. Quando vejo jovens acampados nas praças de Madrid, possivelmente inspirados pelas manifestações do mundo árabe, a diabolizar a política e os políticos, fico arrepiado. A lição que a história dá a quem a aprendeu, sobre esses movimentos, pretensamente apolíticos, é que sempre abriram portas às piores ditaduras e aos piores ditadores ou salvadores da pátria. Recordo os fascismos só para referir acontecimentos mais recentes. E mesmo o Maio de 68, com todo o sonho e toda a irreverência, que mudanças políticas e económicas provocou no mundo capitalista?

 

Não há política sem políticos, nem democracia sem democratas. E os políticos, mesmo democratas, transportam consigas virtudes e os pecados da espécie humana, sujeita a errar. Já os ditadores, de vários matizes, se apresentam como seres imaculados e incorruptíveis, génios acima da comum imperfeição  da gente comum e por isso com autoridade total para a recuperar. Por isso,  continuo a preferir os políticos com todos os defeitos e fragilidades a qualquer ditador, mesmo que seja talhado no céu. Por isso, prefiro a democracia com as suas limitações,porque sei que a minha decisão também contra para a melhorar, com os políticos e não contra eles.

 

MG

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sol na eira

por Naçao Valente, em 19.05.11

 

 

O capitalismo não é um sistema económico justo, mas ainda não apareceu outro para o substituir. Depois de um período em que foi controlado e regulado pelo sistema político, com reflexos na melhoria da justiça social, está neste momento a navegar em roda livre, sem qualquer respeito pelos representantes políticos dos povos eleitos democraticamente.

 

O sistema de economia centralizada que no pós-guerra se instalou, em oposição ao sistema capitalista, nos países ditos comunistas, implodiu por culpa própria, uma vez que não conseguiu responder às expectativas das populações onde se implantou, essencialmente por duas grandes ordens de razões:

Em primeiro lugar, não gerou uma sociedade de bem estar e progresso, com níveis de vida comparáveis com as sociedades capitalistas ocidentais.

Em segundo lugar, criou uma clivagem social entre os detentores do poder e todo o aparelho que o sustentava(boys) e a restante população. Os recursos não foram distribuídos pelos cidadãos, mas desviados para alimentar o Estado e a sua política de expansionismo territorial.

 

O que acho estranho é que os que no Ocidente ainda acreditam neste projecto não sejam capazes de fazer uma reflexão séria sobre a queda do regimes comunistas. O que me espanta é que gostem de beneficiar de todas as mordomias do sistema capitalista onde nasceram e medraram e não queiram arcar com as misérias do mesmo. É como querer sol na eira e água no nabal ou a quadratura do círculo.Com esta prática sectária, contribuem  para o reforço do capitalismo selvagem que nos domina.

 

O regresso da política  à sua função nobre de domínio da sociedade, só é possível com uma vasta união de todas as esquerdas na acção e na constituição de um poder forte que consiga pôr fim à especulação sem regras. Mas enquanto as esquerdas comunistas se mantiveram acantonadas nos seus guetos ideológicos, vivendo das lembranças de um passado falido, são aliados objectivos do ultra liberalismo e dos nacionalismos que podem conduzir a Europa para novos holocaustos.

 

MG

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mistérios

por Naçao Valente, em 18.05.11

Milhares de pessoas permanecem na praça Puerta del Sol, desafiando a chuva e a proibição ao protesto por parte das autoridadesfoto DN

 

Como se explicam os protestos em Espanha( possivelmente na linha da frente do FMI) contra a situação económica, o desemprego(cerca de 20%), o aumento da idade da reforma(67 anos), os cortes salariais, o aumento da dívida se a Espanha não é governada por Sócrates?

 

Como acontecem estes protestos na Grécia contra a crise financeira e  o seu crescente agravamento se José Sócrates o político português (não o filósofo) não tem no seu currículo ter feito parte do governo grego?

 

Mistérios!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Oportunidades e indignação

por Naçao Valente, em 18.05.11

 

Podemos discutir se o programa Novas Oportunidades serve uma boa formação académica. Seguramente não. Os seus objectivos servem a Certificação de competências não escolares para efeitos de currículo profissional. A sua validade está expressa no milhão e meio de portugueses que recorreu a este programa. O que critico neste sistema, é estar a ser transformado na única alternativa ao currículo escolar diurno, prejudicando quem quer fazer um percurso académico normal no Ensino Nocturno.

 

O PS aproveitou o infeliz ataque do PSD  às Novas Oportunidades para tirar dividendos políticos. Mais uma vez o PSD foi buscar lã e sai tosquiado.Independentemente disso, considero que Sócrates tem razão quando afirma que insulta 500 mil formandos. Eu vou mais longe: insulta milhares de professores que leccionam estes programas e que dão o seu melhor. Curiosamente, ainda não vi nenhum indignar-se contra o oportunismo eleitoral e a total ignorância de Passos Coelho.

MG

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/3





Comentários recentes

  • Partebilhas

    Gostei deste seu texto.Muito bem observado. Na rea...

  • Naçao Valente

    Que não seja uma roletae que haja muita alegriaum ...

  • poetazarolho

    Vem aí um ano novoVelho já no conteúdoPara ilusão ...

  • Kruzes Kanhoto

    Presidente da Republica é um cargo decorativo. Ser...

  • simplesmente avô

    Talvez seja preferível "cem anos de solidão" a cem...



subscrever feeds